PUB

“Dieta Mediterrânica” mostra-se no Parque Natural da Ria Formosa

A exposição itinerante “Dieta Mediterrânica”, propriedade da Câmara Municipal de Tavira, mostra-se ao público olhanense a partir de dia 4 de Novembro, no Centro de Educação Ambiental do Parque Natural da Ria Formosa, onde ficará patente até 30 de Dezembro de 2016. Pode ser visitada de segunda a sexta feira, das 9h00 às 17h00.

No dia 4 de Novembro marcam presença na abertura, pelas 10h30, o presidente do Município de Olhão, António Miguel Pina, a directora do Departamento de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF) do Algarve, Valentina Calixto, e Jorge Queiroz, sociólogo, director do Museu Municipal de Tavira e responsável técnico pela candidatura transnacional da Dieta Mediterrânica a Património Cultural Imaterial da Humanidade da UNESCO), que apresenta “Notas sobre a Dieta Mediterrânica”. Haverá, até às 13h00, uma Mostra de Produtos e Artesãos do Algarve.

A exposição “Dieta Mediterrânica – Património Cultural da Humanidade”, que foi organizada pela Câmara Municipal de Tavira no âmbito de um conjunto de acções previstas no Plano de Salvaguarda, aprovado pela UNESCO, é agora acolhida pelo Município de Olhão e ICNF, no Parque Natural da Ria Formosa, onde podem ser apreciados 19 painéis, em português e inglês, que contam a história milenar da Dieta Mediterrânica (DM).

Composta pelas paisagens culturais e o ambiente, a saúde e a nutrição, os ciclos astrais, os produtos sazonais, a candidatura/inscrição, as festividades cíclicas e a gastronomia, a exposição inclui também os vídeos da candidatura aprovada e possibilita o acesso a jogos interactivos e a uma mesa de aromas. São ainda disponibilizados ao público o folheto da DM em português, inglês e espanhol.

A “Dieta Mediterrânica”, por candidatura de sete estados, incluindo Portugal, foi inscrita na Lista Representativa do Património Cultural Imaterial, votada por unanimidade a 4 de Dezembro de 2013 em Baku (Azerbaijão), na oitava sessão do Comité Intergovernamental para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial da UNESCO. O estudo, protecção e salvaguarda da Dieta Mediterrânica são hoje dinamizados pelos Estados e respectivas comunidades de Chipre (Agros), Croácia (Hvar e Brac), Espanha (Soria), Grécia (Koroni), Itália (Cilento), Marrocos (Chefchaouen) e Portugal (Tavira).

Comentários
PUB
PUB

Veja também

50 anos do 25 de Abril: Olhão celebra com participação política

Olhão Celebra os 50 Anos do 25 de Abril com Participação de Todos os Partidos

Em Olhão, no Algarve, as comemorações do 50.º aniversário do 25 de Abril foram marcadas …